Search
Close this search box.
4 Min

Bioarquitetura e sustentabilidade: qual a relação?

0,0
0,0 out of 5 stars (based on 0 reviews)
Excellent0%
Very good0%
Average0%
Poor0%
Terrible0%

Continuando nossa série a respeito desse conceito e estilo de arquitetura que vem crescendo cada dia mais, hoje vamos nos ater à relação simbiótica entre a bioarquitetura e sustentabilidade.

Esses dois temas, que surgem em diferentes áreas e segmentos do nosso cotidiano, estão cada vez mais presentes na construção civil.

Nunca se discutiu tanto alternativas para tornar esse setor, famoso pelo grande impacto ambiental que causa, mais verde e sustentável.

As construções estão pedindo por alterações que tenham uma maior orientação no sentido bio, para torna-las integradas à natureza e fugir, cada vez mais, da proposta do concreto puro e simples.

Mesmo porque, esse formato já tem mostrado os seus impactos negativos no cotidiano. O aumento da temperatura das cidades, a redução da drenagem de água, cada vez mais cores cinzentas no horizonte.

Tudo isso pode ser modificado com uma alteração no estilo das construções e a bioarquitetura, nesse caso, surge como uma alternativa real e concreta.

Vamos discutir mais sobre o assunto?

A SUSTENTABILIDADE É UM CONCEITO EM ALTA NA CONSTRUÇÃO CIVIL

A pauta da sustentabilidade se mantém em alta no setor da construção civil. Historicamente, esse segmento é conhecido por ser um grande influenciador do meio ambiente, seja no uso desenfreado de recursos que impactam a natureza, seja na própria interferência que ele causa no ecossistema.

Além disso, a matéria-prima da construção civil é, em suma, criada a partir de materiais naturais e a sua exploração feita de maneira impensada pode gerar um enorme negativo.

Como exemplo, podemos citar o desmatamento de árvores para o uso de madeira. Também, as pedreiras não regulamentadas.

Entretanto, nos últimos anos a preocupação com o meio ambiente chegou até o setor da construção civil e a necessidade de se fazer obras mais sustentáveis e inteligentes se tornou uma constante.

Nesse sentido, estilos arquitetônicos como a bioarquitetura vem como um saudável complemento à essa tendência, justamente pensando na criação do projeto com um viés mais orgânico, natural e de respeito ao meio ambiente.

COMO A BIOARQUITETURA PODE ESTIMULAR A SUSTENTABILIDADE NOS PROJETOS?

Considerando que a bioarquitetura é um conceito moderno, que prevê a harmonia e o equilíbrio entre a natureza e a construção desde os primeiros momentos de pensamento do projeto, usá-la em parceria com a construção civil é uma maneira inteligente de tornar a sustentabilidade ainda mais eficiente.

E isso pode ser estimulado por meio de ações estrategicamente pensadas, como as que citaremos, em lista, em nosso conteúdo.

Veja só:

Estimulando o consumo consciente

A tecnologia, a modernização de processos e o investimento em mais conhecimento nos setores da construção civil e da arquitetura, permitem que se descubra, a cada dia, novos procedimentos e materiais mais sustentáveis.

Isso, em si, abre um novo leque de alternativas para a escolha de recursos mais inteligentes. Porém, para os itens que ainda dependem da exploração ambiental, o consumo consciente é uma constante e deve ser estimulado.

Pensando na questão da sustentabilidade, a bioarquitetura pode contribuir no sentido de otimizar a utilização de materiais mais tecnológicos e modernos, mas também com menos desperdício, o que, aliás, é o tema do nosso próximo tópico.

Reduzindo o desperdício de materiais

Indo muito além de uma questão financeira, o desperdício de materiais, hoje, é uma pauta de sustentabilidade.

Quanto mais você otimizar o seu projeto, tornando-o inteligente e com uma saudável escassez de recursos, você tem mais chances de melhorar o impacto que uma construção causa no meio ambiente.

Trabalhando com equipes regionais

Outra pauta da bioarquitetura e que pode contribuir em termos de sustentabilidade, é o trabalho com equipes regionais.

Isso reduz o deslocamento e, consequentemente, a emissão de gases vindo dos meios de transporte.

Além disso, também contribui para o desenvolvimento de pequenos empresários, que terão interesse em melhorar a comunidade na qual estão inseridos.

Dando preferência para empresas locais

Por fim, um último ganho que podemos citar vindo da parceria entre bioarquitetura e sustentabilidade, é o desenvolvimento da economia local.

Quando você cria um projeto mais sustentável, dá ênfase ao uso de recursos advindos de um trabalho menos corporativo, que, normalmente, se preocupam menos com pautas ambientais.

VALE A PENA DAR MAIS ÊNFASE AOS PLANOS DE CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL?

Certamente, a bioarquitetura e a sustentabilidade podem andar de mãos dadas e tendem a ser um casal de muito sucesso, que tem tudo para funcionar por muito e muito tempo.

Mas, indo além de uma questão que funciona estrategicamente, essa parceria também tende a contribuir para melhorar a situação ambiental.

Pensar em estratagemas como esses contribui para a redução da “má fama” do setor da construção civil, de modo que, diretamente relacionado, reduz o impacto do segmento no meio ambiente.

E, entre os principais ganhos que a bioarquitetura e sustentabilidade podem ter, está, justamente, a economia de materiais.

Porém, é importante que se tenha um planejamento estratégico e uma gestão inteligente de processos. Para isso, nós, da Arqplace, oferecemos a nossa contribuição, ajudando a otimizar a sua construção.

Venha falar com os nossos especialistas e nos deixe te ajudar na construção de uma casa mais sustentável e um mundo melhor!

Tags

Posts Relacionados

0,0
0,0 out of 5 stars (based on 0 reviews)
Excellent0%
Very good0%
Average0%
Poor0%
Terrible0%
0,0
0,0 out of 5 stars (based on 0 reviews)
Excellent0%
Very good0%
Average0%
Poor0%
Terrible0%
0,0
0,0 out of 5 stars (based on 0 reviews)
Excellent0%
Very good0%
Average0%
Poor0%
Terrible0%

Newsletter

Inscreva-se agora na nossa newsletter e receba todas as novidades em primeira mão!

Venha conferir os melhores revestimentos e pisos para o seu projeto!

Acesse a nossa loja e conheça as novidades, lançamentos e produtos exclusivos. São revestimentos, pisos, cobogós, painéis e diversos itens de arquitetura e decoração.